domingo, 28 de outubro de 2007

A primeira bolachinha do pacote

Quem me conhece hoje, não imagina que por quase vinte anos eu fui uma pessoa completamente diferente.A insegurança, a timidez e a melancolia estiveram por muito tempo presentes dentro de mim. Minha adolescência foi horrível, a pior época da minha vida, eu não era “gatinha”, não usava a roupa da moda, mas era inteligente e esforçada, tirava sempre boas notas, estava sempre entre os primeiros da classe, e isso contribuiu para que eu conquistasse algumas amizades, não tão verdadeiras, mas enfim, não era o bastante, eu tinha uma necessidade tremenda de aceitação, queria estar entre as “mais mais”, era como chamavam as meninas populares. E isso fazia com que eu me sentisse cada vez mais insignificante, pequena. É engraçado como a gente dá importância tão grande pra certas coisas quando se é adolescente. Mas o tempo foi passando, fui crescendo, sofrendo muito, mas amadurecendo também. Conheci muitas pessoas, passei por algumas experiências, a maioria delas dolorosas, mas tudo de bom e até mesmo ruim contribuíram para moldar a minha personalidade.De um ano pra cá, posso dizer que finalmente me libertei de tudo que me fazia mal, de sentimentos que me faziam sofrer e principalmente de pessoas que nunca contribuíram com alguma coisa na minha vida.Passei a conhecer algumas pessoas, poucas mas realmente interessantes. Pessoas que captaram a minha essência com verdadeira admiração. Mudei a forma de encarar a vida, hoje estou segura das minhas qualidades e defeitos, sei a hora de parar, aceitar e recomeçar. Tenho plena consciência de minhas capacidades, lógico que a insegurança ronda de vez em quando,e isso é bom, faz com que eu aja com um pouco mais de cautela.Posso dizer com toda a certeza que hoje sou uma mulher bem resolvida. Olho pra dentro de mim e me sinto plena, olho pro espelho e gosto do que vejo.Na verdade acho que vivi num mundo paralelo e finalmente me encontrei e voltei a ser o que eu era quando criança, uma menina sonhadora e feliz!

Outro dia conversando com algumas pessoas sobre essa minha nova fase, eu disse que estava me sentindo a última bolachinha do pacote, mas quer saber, chega de ser a última!!

Um comentário:

marahaha disse...

A mais linda,
a mais adorável menina!!!

gosto do que vc escreve amiga...
vai virar Dr. Repolha famosa!

Saudades

Mara