segunda-feira, 21 de abril de 2008

Oscilando Entre Minhas Fernandas

Escrevo e me descrevo
Sou várias, sou única
E a cada frase, em cada verso
Me dispo e me transformo

Às vezes exagerada
Noutras apenas um pouco acanhada
Vou contando a minha vida
Da forma que acho melhor

Nem sempre há rima
Mas a intensidade dos sentimentos
Se encarrega de dar o ritmo

Faço dramas, crio romances
Nem tudo é real, mas e daí?
As fantasias são minhas, e só pertencem a mim.

4 comentários:

Mr. Fart disse...

Opaaa, postagens novas à vista! Coisa mais linda esse poema! Amei!

Mr. Fart disse...

Sugestão de título: OSCILANDO ENTRE MINHAS FERNANDAS

Me, Myself and I disse...

..quem sabe: "amplitude emocional" .

Beijo

Anônimo disse...

Gostei muito do poema, parabéns. Se me permite, voto na sugestão do Mr. Fart.
l-us