terça-feira, 26 de agosto de 2008

Ausente andei de mim

Após o meu não tão longo período de recesso onde me analizei profunda e friamente, cá estou eu de volta. Estive por uns dias um tanto ausente de mim, do meu verdadeiro eu, da minha essência. Algo me inibia, e aos poucos fui me fechando, escondendo coisas que sentia e pensava. No começo achei que me preservando estava sendo forte. Na verdade estava sendo covarde. Oras! Nunca tive medo de ser quem eu sou. E não vai ser agora que vou temer. Tive receio de que meus sonhos, devaneios, paixões e neuras encomodassem alguém, ou que fizessem esse alguém se sentir culpado. Mas aqui é a minha casa, o meu espaço, lugar onde tenho todo direito de ser quem eu quiser, inclusive eu mesma. Volto abraçando novamente a minha licença poética, me despindo, me transformando, sendo a mesma, cômica, dramática, mas sem deixa de ser verdadeiramente eu.

Um comentário:

Kelly Jessie disse...

Se eu sair em busca do meu verdadeiro eu acho que me perco!

Rrsrs

Beijinhos.

Kelly