terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Não vou mais esperar.

E sabe por que? Porque a espera, muitas vezes ocasiona em acomodação. Acomodação por sua vez, impede que aquilo que tanto se espera aconteça. Além do mais, a verdade é que não há nada a ser esperado. Não me interpretem mal por favor. Logo cedo falei em ano novo e esperança. Sim, ainda há esperança, mas naquilo que depende exclusivamente de mim. Só de mim.

Um comentário:

disse...

Hummmm, vivo dizendo isso. Dura mais ou menos o mesmo instante do piscar de olhos mais demorado que você conseguir. Talvez um pouco mais: de um dia para o outro, ou então dois dias. No terceiro, bate aquela coceirinha desgraçada e quando eu vejo, já me traí. Ô, tchó madonha!