sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

"Não caia na do chuchu que é aspargo no mínimo..." By Gê

Foi a coisa mais sensata que alguém poderia me dizer. Eu sei. Mas é sempre assim... A história teima em se repetir. Ou será que sou eu a teimosa? Fico com a segunda opção. Eu me afasto. Mas acabo sempre voltando. Deixo que alimentem meus sentimentos, meus sonhos, minhas ilusões... E quando me dou conta, as borboletas já fizeram aquele estrago.


"Nunca amei ninguém, mas você é quem?
Eu que ando criando em meus sonhos castelos de areia
Nunca amei ninguém, mas você é quem?
Me afogava num mar de ilusão, sou sua sereia
Já lhe dei flores, flores, flores que brotaram em meu jardim
Você brincou de bem-me-quer e mal quer saber de mim"

Um comentário:

Kelly Jessie disse...

Ahauhauhauhau adorei a frase! rsrs