sexta-feira, 25 de setembro de 2009

"A vida não é quantas vezes você respirou, e sim os momentos que tiraram seu fôlego"

Não sei se já falei sobre isso aqui, mas definitivamente eu sou uma pessoa de sorte. Embora seja muito difícil para esta cabecinha loira aqui entender e admitir. Mas é verdade, eu tenho sorte. Eu sei que eu sou dramática, e volta e meia grito aos quatro cantos do mundo as minhas neuras. Faço papel da criatura mais sofrida, triste e abandonada da face da terra. Mas ainda assim, volto a repetir, sou uma pessoa de sorte. Não sorte no jogo (afinal eu ainda sou pobre e continuo sonhando com a mega-sena), nem sorte no amor (Santo Antônio esqueceu de mim). Mas sorte no sentido de ser privilegiada. Porque, por mais que eu ainda considere a minha vida um tanto sem graça, na maior parte do tempo, sobra a outra parte, e esta é repleta de momentos inesquecíveis. Momentos inesquecíveis e pessoas especiais. Ainda que tudo que é bom dure pouco (ao menos comigo é assim), o pouco sempre ficou marcado. Uma amiga certa vez disse assim: "Com você as coisas sempre serão surpreendentes e especiais, porque você é surpreendente e especial". Não sei se estou com essa bola toda, mas é assim que as coisas tem acontecido. Demoram. Mas quando acontecem... Uau!

6 comentários:

Anônimo disse...

Epa...
O quadro, antes preto em branco, ficou bem colorido heim!?!?!
Só posso dizer: "UAU...!"
Tudibaumprocê!
A.

poetriz disse...

Normalmente os outros enxergam melhor a gente do que nós mesmos.
Somos auto-criticos demais e vivemos a nos auto-sabotar...

Bjs!

Tata disse...

q beleza! sorte assim é bom demais.
bjo

Babado de menina, disse...

Oiii!!
Suuuuuuper me identifiquei! hahaha
Beijão menina!;***

Débora Quirino disse...

Olá, muito bom seu blog!
qto ao seu post...só posso dizer que quem tem amigos de verdade é um grande sortudo!
Passe lá no meu.
bjuss
Dé!!

Débora Quirino disse...

Ois!
Obrigada pelo retorno e pelo comentário!!
Bjokas e uma ótima semana!