quinta-feira, 17 de dezembro de 2009


Nos teus olhos o infinito
Nos meus olhos...

Na tua boca o paraíso
Na minha boca...

Nos teus braços o meu abrigo
Nos meus braços...

No teu corpo o meu desejo
No meu corpo o teu lugar.

2 comentários:

Dani disse...

oi! suas palavras são curtas, mas capazes de atingir os limites do outro... o infinito.

bjs

miguELVIS disse...

Vixe, arrepiei aqui! nussa, parabéns Ferzinha! Linda poesia!