quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Cubos

Estava eu aqui, nesta solitária noite de quarta-feira, tentando escrever alguma bobagem no meu caderninho cor de rosa. Quando me dei conta estava desenhando cubos, já tinha rabiscado a página inteira. É uma de minhas manias. Não posso ver papel e caneta dando sopa que logo estou rabiscando cubos.
Faço de todos os tipos (se é que isso é possível...), e de todos os tamanhos. Há um tempo me dei conta que os lados dos meus cubos, embora desenhados à mão livre, são praticamente iguais. Antes que alguém pense que sou louca, segue uma definição que encontrei no google sobre pessoas que desenham cubos: Desenhar cubos revela uma pessoa que nada tem de preguiçoso(a). Pelo contrario: você é criativo(a), motivado(a) e gosta de pôr a mão na massa, de participar. Desenhar um cubo dentro do outro demonstra frustração com alguma coisa ou alguém.


Profundo isso, não!? Demais até, para uma quarta-feira.

Um comentário:

Mr. Fart disse...

Será que Pablo Picasso e Georges Braque também não começaram assim??
Abração!