quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Me sinto só

Não vou ficar fazendo perguntas, tentando buscar explicação para certas coisas. Até porque todas as vezes que encontrei alguma resposta, não era a que eu estava esperando. Não vou ficar falando dos meus sentimentos, pois já os conheço bem, e creio que a essa altura do campeonato até o vendedor de picolés conhece também. Não vou ficar lamentando minhas ilusões, porque sei que mais ninguém além de mim tem culpa em ter acreditado nelas.Não quero passar por coitadinha, muito menos que sintam pena de mim. Não sei o que fazer, o que dizer, e nem como agir. O que sei nesse exato momento é que estou deitada aqui no meu quarto, com papel e caneta na mão, tentando escrever alguma coisa bacana, enquanto ouço uma música romântica que me deixa triste. De repente sinto que a cama ficou grande e fria. Marvin Gaye canta no meu ouvido, "I've been really tryin', baby...tryin' to hold back this feelin' for so long... let's get it on..." Fecho os olhos e penso como seria bom sentir os braços de alguém em volta da minha cintura.

4 comentários:

disse...

Menina! Arrisco um "podia ter escrito isso"... Você foi tão eu que eu até me perdi!!!
bj

Me, Myself and I disse...

Guria do céu , que perigo esse post , Marvin Gaye é da época em que, os sentimentos tinham obrigação de ser sinceros e honestos com eles mesmos para Germinarem.
Te vi no Blog da Gê , e confesso que essa "ponte fértil" de posts que balançam o coração, um dia vai me matar (rs) .
Esqueçe tudo e lembra : "Decifra-me ou te devoro ".
Melhor continuar na cama sonhando ...
Beijo

Louise disse...

Tô conhecendo através do "moço" aí de cima.
Adorei o post. Direto ao ponto.
Marvin Gaye toca por aqui também...

disse...

Opa, opa!!! Só é que não ficas mais! Trouxe um monte de gente comigo...
Espero que não te importes!
Bj no coração.