terça-feira, 13 de maio de 2008

Estou cansada

Cansada de me sentir sozinha
e de me entregar à solidão
Cansada de me apaixonar
e de abrir meu coração
Cansada de esperar o sim
e só ouvir o não
Cansada de não ter alguém ao meu lado
segurando a minha mão
Cansada de sonhar
e viver de ilusão.

3 comentários:

Ariana disse...

Oie!
QUe linda poesia!
Tu escreveu ela pra mim né? zueraa! rs

Adorei o blog!
Mto bom!

Beijo*

Mr. Fart disse...

Dizia meu sábio avô que só quem não carrega ovos não corre o risco de quebrá-los. Viver é arriscar-se; entregar-se é arriscar-se; acreditar nas pessoas é arriscar-se, também.
Que lhe diria eu? Justo eu, que sempre preferi me entregar e correr riscos, e já apanhei tanto, na vida, por isso?
Siga em frente, minha amiga, mas sem pressa. As coisas acabam acontecendo quando a gente menos espera. A vida é lúdica, cheia de surpresas, e parece que quando ansiamos por ela, a danada, irônica, ri-se de nós.
Sabe aquela de "errar de novo do mesmo jeito"? Acho que há coisas que precisam ser "erradas" do mesmo jeito, várias vezes, até a gente conseguir - como diria o Betão - se "almar" e "almar" alguém.
Coragem aí! Isso é o que se chama "coita de amor", e se canta desde o Trovadorismo, em versos.
Abração!

MiaTheFaerie disse...

Gostei do comentário de Mr.Fart. Amei, aliás. E esse post... amei também. Vejam... cada vez menos mulheres se abrem assim, Mulheres com "M" grande! Todas elas transmitem uma imagem de estarem tão perfeitas e seguras de si, mas... não consigo nem imaginar como são na realidade, nos seus verdadeiros contextos, depois de acumular meses e meses, e talvez anos de podridão e mágoas sem pô-las para fora. E o comentário de Mr.Fart também me ajudou bastante... se me distrair, quem sabe, o "malandro que levou o meu coração" não ande de joelhos atrás de mim de repente!... Eu amo amar e arriscar!