terça-feira, 10 de junho de 2008

Pra você

Esse poema estava tão esquecidinho lá no início do blog... que resolvi postar novamente.

O coração acelera
Meu corpo treme
A boca seca
Os olhos brilham...

Palavras? Essas nem existem mais
E mesmo que conseguisse proferi-las
Nenhuma seria adequada
Não há como descrever o que sinto

(Meu sorriso fala por mim!)

Comtemplo o momento
E mesmo tímida olho pra você
Gravo todos os detalhes em minha mente
Seus olhos, seu sorriso, suas mãos

Eu que sou tão esperta
Junto a ti me sinto boba
E mesmo sem saber o que dizer
Desejo de todo o coração que o tempo pare.

Um comentário:

Mr. Fart disse...

Se você achar os freios do mundo você me conta?
Abraços!