terça-feira, 7 de outubro de 2008

Por falar em decepção...

Talvez só eu nascendo de novo pra deixar de ser tão bocó. Eu aqui esperando um telefonema, um recado, uma palavra, qualquer sinal de preocupação... Que tola! Nem deveria mais dar importância para apenas uma pessoa, enquanto que há inúmeras delas fazendo fila para me estender a mão, para me dar apoio, para me dar um abraço. Na hora que mais se precisa é que ficamos sabendo quem realmente gosta da gente. E está aí mais uma prova.

Um comentário:

Kelly Jessie disse...

Sei como se sente. Doi mesmo quando depositamos toda nossa "esperança de felicidade" em apenas uma pessoa.

O problema é que precisamos tanto de determinadas pessoas que nem nosso orgulho próprio consegue deixar-nos menos dependentes delas.

Melhoras,

Beijos

Kelly