quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Arte de Amar

Se queres sentir a felicidade de amar,
esquece a tua alma.
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação.
Não noutra alma.
Só em Deus — ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.

Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.

Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

Manuel Bandeira

4 comentários:

disse...

Ai, minha amiga... será? Eu acho que pra satisfação total acontecer tem que ter alma, coração, razão e tudo isso em Deus. Mas se os corpos transcendem no êxtase, não tem alma no meio??
Parece a estória do tostines...
Amo tu, guria!
Saudades!

disse...

Ai, meu Deus! Agora você me deu um nó na cabeça!

Dra. Repolha disse...

Bom, eu não concordo muito com o Bandeira, a não ser na parte de deixar os corpos se entenderem...rsrs
Acho q ele devia ser um tarado ou coisa e tal, para não acreditar que amor é coisa de alma...rsrs

Beijos Gê

Simão Cireneu disse...

Vou ter de pensar muito sobre o assunto, hem? Bandeira complicou...
Abraços efusivos, com as duas asas, do Abutre!