sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

"Paixão é quando o demônio está nu, sexo com quem ama é muito mais satânico, não precisa ser um amor pra sempre, pode ser um amor de repente, qualquer amor inferniza."

Clarice Lispector


"E existindo o desejo a gente começa a se desorganizar, a pôr amor onde existe a turbulência, porque a desordem é o imperativo do amor, e eu que não sei se o amor é também a necessidade que se tem de instaurar a ordem no corpo."

Nélida Piñon

Um comentário:

disse...

aslkdjfaokjepoiugpinf!!!!!!
Puta que o pariu!
Desculpa o palavrão, mas foi o que me veio na cabeça lendo isso!
O duro é que é a mais pura verdade!