segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

"Depois de levantar duzentas vezes e ir para o canto do ringue,
cuspir sangue e ouvir a torcida dentro do meu coração gritar pedindo mais,
eu fui a nocaute."

Um comentário:

Bru disse...

é.. nocautes sempre hão de existir, mas o importante é sempre levantar e continuar a luta nossa de cada dia. :)
bjinhoss