quinta-feira, 19 de junho de 2008

Se pode ser possível, vou correr atrás. E quanto ao impossível? Não custa nada sonhar...

Se tem uma coisa que me irrita profundamente, no meio de tantas outras, é essa mania que algumas pessoas têm de dizer: "Eu ia...", "Eu queria...", "Quem sabe um dia...". Pelamordedeus! A vida que temos é essa, agora. E ela não vai ficar esperando a sua boa vontade. Qual é o seu medo hein!? Eu não estou dizendo que é para se viver de forma louca e irresponsável, mas pôxa, de vez em quando não faz mal a ninguém. É tudo uma questão de se permitir. Noto que algumas pessoas tem medo de errar. Você não nasceu para ser super-homem não. Eu estou farta disso tudo. Comigo hoje em dia é assim: "E vou", "Eu quero", "Eu posso". E daí se eu vou quebrar a cara lá na frente? Não sei nada sobre a vida, mas o que sei é que não vou ficar sentada, de braços cruzados vendo a banda passar. Se pode ser possível, vou correr atrás. E quanto ao impossível? Não custa nada sonhar...

Um comentário:

disse...

Hummm, sabe que já escrevi sobre isso e tenho cá a mesma opinião. O problema, mas o problema meeeeesmo é quando o buraco depende de mais alguém pra gente se enfiar nele... é aí que o bicho pega. Ou melhor, não pega!
Amo tu!